Noticia

O embaixador da China no Brasil, Yang Wanming, confirmou a liberação de um novo lote da matéria-prima para a retomada da produção de vacinas contra o coronavírus no Brasil.  Yang Wanming disse que a China vai liberar o IFA, Insumo Farmacêutico Ativo, suficiente para a produção de 16 milhões de doses da Coronavac e da Vacina AstraZeneca.

O anúncio foi feito após reunião entre o embaixador e com o chamado Fórum dos Governadores. A reunião veio após possíveis atritos diplomáticos entre o Brasil e a China. O governador de São Paulo, João Dória, do PSDB , fez um apelo ao governo chinês.

A China é hoje o maior fornecedor de vacinas em todo o mundo. Até agora, já exportou mais de 380 milhões de doses. O embaixador chinês disse que os laboratórios do país estão pressionados, mas se comprometeu a ajudar a garantir os insumos para o Brasil.

Desde a semana passada, o Instituto Butantan interrompeu a produção da Coronavac a espera da liberação da matéria-prima que estaria pronta esperando a autorização do governo chinês para embarcar. Mas dos 10 mil litros que eram esperados, inicialmente foram confirmados apenas 4 mil. Esse quantitativo caiu para 3 mil litros que devem chegar até o dia 26 de maio. Com a reunião dessa quinta-feira, a expectativa é receber mais 3 mil litros do IFA nos próximos dias.

Já a Fiocruz interrompeu nessa quinta-feira a produção da vacina da AstraZeneca também por falta do IFA. Mas espera duas novas remessas do insumo que devem chegar no próximo final de semana para retomar a produção.

Além da remessa imediata do IFA, os governadores também pediram ajuda ao embaixador para a elaboração de um cronograma de remessa do IFA para garantir o planejamento de vacinas.

FONTE: AGÊNCIA BRASIL

  • Rio de Janeiro: (21) 2532-5877
  • São Paulo: (11) 3885-7172
  • Shanghai: (86 21) 6840-6399
  • Shenzhen: (0755) 8659-4106
Câmara de Comércio e Indústria Brasil China. Copyright 2020 - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Odara Digital e Webconect